Rolex + BaselWorld 2017

Cosmograph_Daytona_116518LN_008
moda

O Rolex soltou ontem o release sobre os novos modelos apresentados na BaselWorld 2017. Sem dúvida a marca tem olhado cada vez mais para o passado e enxergando aquela boa e velha história de que o que deu certo lá atrás, continua dando certo nos dias de hoje.

 

No ano passado eles apresentaram o então novo Explorer com características do primeiro modelo de 1953 – vale ressaltar que o modelo em questão é o verdadeiro relógio de James Bond. No pós guerra na Jamaica, quando Ian Fleming escreveu as novelas que viriam a se tornar a maior saga do cinema, o modelo escolhido pelo autor foi o Explorer mas por estratégia da marca e lançamentos da época, o modelo que foi parar no pulso de Sean Connery em Dr. No. em 1962 foi o Submariner Big Crown.

Histórias à parte, ainda no ano passado vimos o novo Daytona que tem características do modelo que ficou conhecido como Paul Newman, um dos mais cobiçados para os colecionadores dos modelos vintage, além da volta do Air King sendo o primeiro modelo a usar as cores verde e amarela da marca no logo. Ame-o ou deixe-o!

 

Em 2017 a Rolex continua com o pé no passado e lançou alguns modelos que também vão abrir os olhos dos fanáticos por vintage, em especial o novo Sea-Dweller que vem com a marcação em vermelho em comemoração aos 50 anos desde que foi lançado em 1967.
Tanto o Submariner como o Sea-Dweller que têm a marcação em vermelho no mostrador, são relógios cobiçados pelos colecionadores de vintage e têm valor mais alto em comparação a modelos da mesma época que não têm a tal marcação. Coisas que somente a história e o mercado de relógios antigos dão o tom por serem mais raros. Outra novidade é a lupa na data que até então não era vista no modelo da marca que pode chegar a maiores profundidades no pulso dos mergulhadores.

 

 

Outro modelo apresentado foi o Sky-Dweller, relógio dos viajantes de plantão com duplo fuso horário. Confesso que não é dos modelos que mais me agradam, ainda mais por ter sido somente apresentado com metais preciosos. Pela primeira vez eles lançam o modelo com a combinação de ouro e aço. Um fato é que não estamos mais nas épocas de ouro, economia global andando em passos curtos e o mercado asiático não tão aquecido. Talvez essa seja uma solução – boa por sinal, da marca para dar mais saída ao modelo.

 

 

Para os amantes de alta velocidade, o Daytona foi apresentado com a nova pulseira em borracha Oysterflex, todo em ouro e vem com a luneta em Cerachrom que lembra o modelo de 1965 – mais uma volta ao passado.

Confesso que não sou grande fã dos modelos em ouro e deixo isso para o mercado do oriente médio, mas sim, é bonito.

 

 

Foi apresentado também o novo Datejust, modelo lançado em 1945 pela marca e que sobrevive – muito bem por sinal, até os dias de hoje, passando de geração em geração, sendo assim um clássico. O Yacht-Master II também teve alterações e vem com novo mostrador e ponteiros.

 

Que a marca continue olhando para o passado e agradando àqueles que fizeram a marca chegar aonde chegou. Há que se renovar, mas a renovação tem que vir com um olho no passado e outro no futuro, afinal são mais de 100 anos de história.

 

No Brasil, você irá encontrar esses modelos em breve na Boutique Rolex no Shopping Iguatemi em São Paulo.

Sea-Dweller_126600_001
Sea-Dweller_126600_004
Sea-Dweller_126600_006
Sea-Dweller_126600_005
Sky-Dweller_326933_001
Sky-Dweller_326933_007
Cosmograph_Daytona_116518LN_001
Cosmograph_Daytona_116518LN_004
Cosmograph_Daytona_116518LN_008
Cosmograph_Daytona_116518LN_006
Datejust_41_126334_001
Datejust_41_126334_004
Datejust_41_126334_009
Yacht-Master_II_116680_001
Yacht-Master_II_116680_006
Yacht-Master_II_116680_008

insideinside get

Veja também: