Calcuta/xi

Como vocês leram no último post, na terça-feira, 2 de dezembro de 2014 embarquei em uma viagem fotográfica pela India.
Com mais de 24 horas em trânsito, contando mais ou menos 14 horas até Abu Dhabi, mais umas 5 até Bengaluru, já no sul da India, para então pegar mais mais uma conexão para Calcutá – sim de onde vem a Madre Teresa de Calcutá, cidade aonde começou o que estou chamando de Experiência India.

A primeira impressão no país de Gandhi foram os Taxis Ambassadors em amarelo. Já na saída do terminal no aeroporto muito bem cuidado por sinal, a fila de taxi misturada à arquitetura já me encantou. Mais tarde eram as infinitas buzinas e o caos no trânsito cheio dos tais taxis. Eles logo se tornaram a mira para muitos dos meus clicks como vocês já viram no meu instagram @victorcollor e por fim, esses clicks se tornaram uma série que dei o nome de CalcuTaxi que está logo aqui abaixo.

Depois de Calcutá, cheguei em Nagaland, região no extremo leste indiano com o intuito de conhecer e fotografar as minorias étnicas que vivem nessa região remota da India que faz fronteira com Bangladesh, Butão e Burma. Em breve vocês vão ver mais algumas fotos aqui no VICCO.
Enquanto isso tomo meu café da manhã com o termômetro batendo 6 graus e minhas mãos geladas em um hotel/camping em Kohima, cidade em Nagaland onde acontece o festival Hornbill, em que todas as tribos da região vêm para se apresentar por 10 dias, do dia 1 ao 10 de dezembro.

Aqui estão os taxis e em breve vocês verão mais algumas fotos e relatos dos meus próximos passos por aqui. Por enquanto, acompanhe tudo pelo instagram que está sendo recheado a cada conexão estabelecida com a tal da “internê”.

Cheers from India!

Fotos: @victorcollor

Date

8 de dezembro de 2014

Category

Fotografia, Pelo Mundo