Jamiroquai is Back

jamimin
prat

Sem dúvida Jamiroquai foi a primeira grande banda gringa que posso dizer que virei fã. Das temporadas fora do Brasil, passando pela época do Mini Disc ouvindo a Synkronized, o quarto disco da banda, Jay Kay, as suas batidas e seu jeitão sempre me fizeram parar para ouvir a assistir. Sejam os falsetes na voz, sejam os passinhos inconfundíveis e até o próprio lifestyle do cantor, com algumas escorregadas é claro.

 

Recentemente, entre uma noite e outra no 212 tive a oportunidade de bater um papo com dois gringos que sentaram no balcão e elogiaram a trilha que estava tocando. Alguma das várias faixas de Jamiroquai que está presenta na playlist do spotify (cozinha 212) soava nas caixas de som até que um deles levantou a bola e disse: ouvi falar que ele está lançando coisa nova.

 

Após um hiato de 7 anos após o lançamento de Rock Dust light Star em 2010, um disco legal porém sem grandes estouros mas que rendera um turnê e sim eu fui ao show dos caras aqui no Brasil, o Jamiroquai lança no dia 31 de Março o álbum intitulado Automaton. O clipe da música homônima está disponível no youtube e no site da banda no jamiroquai.com, além de uma possível pre-order para os mais fanáticos.

 

Aos 47 anos, o cantor britânico ainda mostra swing e seus passinhos no novo clipe da música que tem algumas referências de R&B e uma batida moderna que me lembrou um pouco o universo de Daft Punk em seu último álbum Random Access Memories que também bebeu na mesma fonte dos anos 70, além de uma série homenagens que deixaram claro a volta ao passado.

Confesso que sinto muito falta de mais batidas de música negra que deixaram de aparecer nos álbuns da banda após a saída do co-fundador do Jamiroquai, o baixista Stuart Zender. Era ele o responsável pelo groove e a mistura com a pegada funk de Jay Kay fez da banda um sucesso instantâneo após o lançamento de Emergency on Planet Earth em maio de 93. Álbum e vozes que fizeram a imprensa confundir o som com o do eterno Stevie Wonder.

Zender deixa a banda por motivos ainda questionáveis após o lançamento de Travelling Without Moving de 1996. Portanto as tais batidas deixaram de aparecer desde essa época, evidenciando cada vez mais o estilo mais moderno de um Jay Kay cada vez mais eletrônico. É difícil julgar pois pode ser um processo natural do artista e da música também. Quem sabe um dia a coisa volte ou quem sabe estará escondida nas outras faixas do álbum que será lançado no dia 31 de Março. Não é bem o que parece, mas vamos aguardar.

 

Muito se falou sobre o fim da banda, inventaram histórias, falaram que Jay Kay não tinha mais voz, bla bla bla, … mas uma informação que eu tinha era clara. Em 92 o Jamiroquai assinou um contrato de 8 discos com a Sony Music. Até a presente data somente 7 haviam sido lançados. Mais cedo ou mais tarde, uma novidade já era esperada e Automaton está aí…

 

automaton_jamiroquai_1

insideinside get

Veja também: